sexta-feira, 11 de julho de 2008

Os sintomas da engenharia [02]

Aqui vai um post com mais sintomas. Pra quem não leu o primeiro, aqui o link.

A síndrome do virote:
Essa é foda também. Acontece principalmente nas vésperas de provas. Você começa a estudar desesperadamente, você precisa passar na matéria. Então estuda, estuda, estuda, anoitece, e você estudando, entra a madrugada, e você estudando, o dia quase amanhecendo, e você estudando; você se torna quase um zumbi.
Quando o dia começa a amanhacer você diz: "o dia já amanheceu e eu ainda não aprendi nada!". E toma uma das seguintes decisões: dorme ou se desespera mais ainda e continua a estudar.
Mas quem disse que dá pra dormir? Os números ficam lá, rodando na cabeça. Você começa a pensar em grego, de tantas variáveis representadas por letras gregas que viu.

É foda!

------------------------

Falar grego:
Outro dia meu pai tava trabalhando e eu entrei na sala pra falar com ele. Então vi um papel na mesa, com alguma coisa escrita. Eu olhei e não consegui ler. E fiquei olhando e pensando: "pô, a letra dele tá feia, hein". Aí cheguei mais perto, virei o papel... era uma fórmula, cheia dessas letras gregas. CARALHO! Mais parecia uma palavra.
Quantas letras gregas já vi nesse meu curto tempo de engenharia? Um monte.
Vamos contar: μ - miu, α - alfa, ρ - rô, λ - lambda, β - beta, θ - teta, Δ - delta, π - pi, φ - fi, κ - capa, τ - tau, γ - gama, ε - épsilon, σ - sigma, ω - omega. (contei 15!)
Só falta agora aprender a falar, porque o alfabeto... já sei quase todo. =]

(Grego também é foda. Deve ser uma das línguas mais difíceis pra aprender a falar)

-----------------------

Cálculos mentais no elevador:
Hoje eu soube do caso de um cara que, toda vez que entra no elevador faz cálculos mentais, analisando o corpo de cada pessoa, supondo a massa de cada uma delas e somando, pra ver se ultrapassa ou não o limite suportado pelo elevador. Mesmo sabendo que o valor indicado pela plaquinha tem uma margem de segurança relativamente alta.
Eu acho que isso é coisa de MALUCO. Não é coisa de engenharia não. Se bem que quando eu era mais novo fazia isso. FAZIA!

Abraço

9 comentários:

Flávio disse...

Cálculos mentais no elevador:

Eu assumo, eu fazia!!!

heheehe

Humberto disse...

Eu também fazia...
rsrsrsrs!!!!
Povo doido!

mauricio disse...

huahuahua eu faço até hoje!!!

Bianca disse...

Eu FAÇO calculos mentais no elevador.... :P

viviane_lui disse...

pelo menos sei q não sou a unica louca...

mas, faziaa tbm
FAZIA

Rodrigo Rodrigues disse...

huahuahuahauha

nao sou o unico louco entao

Paulo César engenharia mecânica UP disse...

kkkkk

EU CONFESÇO EU FASIA ISSO TANBÉM eu pegava e ficava pensando se é verdade que o homem chegou no sol na decada de 70 ou foi
uma montajem da n.a.z.a. kkkkk

EU OUVI FALAR QUE FOI UMA MONTAJEM DA NAZA O HOMEM NUNCA CHEGOU NO SOL,

MAS EU NÃO CEI NÃO ELES (A NAZA) NÃO IAM GASTAR TANTO PRA FASER UMA MONTAJEM NE GENTE!

A POPRÓZITO, GENTE SE ESCREVE COM J OU COM G ?

UM ABRAZZZZ VOU AGORA FAZER UMAS DERIVADAS PRA DESTRAIR ( O QUE SERIA DE NÓS ENGENHEIROS SEM UMA CALCULADORA HP ne gente!

postao por: Paulo César - engenharia mecânica - UP (universidade positivo - pr)

Paulo César engenharia Mecânica - UP disse...

paulo césar engenharia mecânica é na UP!!!

kkkkk

EU CONFESÇO EU FASIA ISSO TANBÉM eu pegava e ficava pensando se é verdade que o homem chegou no sol na decada de 70 ou foi
uma montajem da n.a.z.a.

EU OUVI FALAR QUE FOI UMA MONTAJEM DA NAZA O HOMEM NUNCA CHEGOU NO SOL,

MAS EU NÃO CEI NÃO ELES (A NAZA) NÃO IAM GASTAR TANTO PRA FASER UMA MONTAJEM NE GENTE!

UM ABRAZZZZ VOU AGORA FAZER UMAS DERIVADAS PRA DESTRAIR ( O QUE SERIA DE NÓS ENGENHEIROS SEM UMA CALCULADORA HP ne gente!

Iury disse...

Ainda faço isso hahahaha