quarta-feira, 13 de agosto de 2008

crianças

Bom, eu vou escrever sobre um problema pelo qual eu já passei, mas graças a Deus, é passado.
Lembrei disso porque um amigo está passando pela mesma situação e comentou comigo.
O problema: crianções.
Os crianções são esses caras (e às vezes mulheres também) que não cresceram mentalmente. Já tem 20 anos de idade, mas mentalidade de 12.
 
Antes de entrar na faculdade eu ficava pensando como seria minha turma. Se a galera seria séria ou se seria cheia de crianções. Quando começaram as aulas eu percebi que a turma estava mais pra séria do que pra crianças. Alívio.

Mas na faculdade, independente qual seja ela, sempre tem aquela turma cheia de crianças ou então tem crianças em todas as turmas, mas nem em todas eles estão em grande quantidade. Odeio esse tipo de gente, que não cresce, que acham que ainda estão na 3ª série. Que ficam fazendo piadas do nada no meio da sala, rindo de tudo. O professor na frente explicando o assunto e eles rindo no fundo da sala sabe-se lá o porquê. E o pior, incomodando quem quer entender o assunto.

A gente tem de ficar mandando calar a boca. Tem professor que num tá nem aí, continua falando como se nada tivesse acontecendo. Outros expulsam esses caras da sala. Outros aplicam prova surpresa por causa das conversinhas... eu torço pra que isso nunca aconteça na minha turma.

Galera, quando você entra na universidade tem tomar uma postura profissional, ser ao menos um pouco mais sério. Não estamos mais no colegial. Fora da sala de aula faça o que quiser, faça qualquer merda, mas dentro da sala de aula deixem quem quer se tornar um bom profissional viver a vida em paz, façam silêncio e evitem criar problemas. Se um professor aplica uma prova surpresa só por causa das conversinhas das crianças no fundo da sala... é um problema.

Estou cursando uma matéria que não tem pre-requesitos, ou seja, quem quiser cursar, pode. Tem uma galera enorme do segundo semestre. Quando o professor começa a falar, eu só ouço a voz dele. Tem de ser assim. A disciplina é fácil, todos sabem disso, a grande maioria acabou de entrar na faculdade, mas mesmo assim tomam uma postura correta. Não é questão de idade, mas de maturidade e postura.

Se o que você quer é brincar e está cursando engenharia, escolheu a área errada. Você nem sabe ainda o que quer da vida. Aliás, sabe apenas de uma coisa: quer ganhar dinheiro fácil, só não sabe ainda como.

Abraços

7 comentários:

Anônimo disse...

"Se o que você quer é brincar e está cursando engenharia, escolheu a área errada. Você nem sabe ainda o que quer da vida. Aliás, sabe apenas de uma coisa: quer ganhar dinheiro fácil, só não sabe ainda como."

Totalmente apoiado!! Minha faculdade começou essa semana e tive a mesma preocupação que voce; porque embora eu tenha entrado na facudade menor de idade tenho maturidade o suficiente pra presta atenção na aula e ter cabeça pra conversa com o pessoal mais velho sem infantilidade.

Legal o post, abraços!

Anônimo disse...

cara, acho o seguinte:
Quem reclama de "Crianças" na sala é sempre o pessoal que é chacota, ou só estuda e com isso fica com inveja de quem zoa pra caramba e ainda vai bem!
É o típico caso do nerdão que não passava cola no colégio!

Estudar é uma das coisas importantes do curso!

Zuar, pegar mulher, beber, CONTATOS, são outras tão importanets como!

Mas uma cosia é brincar com algum fato da aula, sei lá, um professor dando 4 espirros seguidos, outra é uma menina contando pra outro no fundo sobre como foi depois da festa com tal cara!

Nunca vi ninguem sendo expulso de sala até hoje...

Minha sala tem muito "crianção", mas é só gente boa pra caralho!

Anônimo disse...

"Quem reclama de "Crianças" na sala é sempre o pessoal que é chacota, ou só estuda e com isso fica com inveja de quem zoa pra caramba e ainda vai bem!
É o típico caso do nerdão que não passava cola no colégio!"


Meu velho,
vai me desculpa mas, faculdade é lugar de estuda e não de bagunça.

Concordo sim q temos q viver mas, sala de aula eh pra aula.

Mariana disse...

"cara, acho o seguinte:
Quem reclama de "Crianças" na sala é sempre o pessoal que é chacota, ou só estuda e com isso fica com inveja de quem zoa pra caramba e ainda vai bem!
É o típico caso do nerdão que não passava cola no colégio!"

que comentário ridículo! ainda nem to na faculdade, mas nunca tive que aguenta tanta 'criança' dentro de uma sala de aula como esse ano! e caramba, isso irrita demais! concordo que tem piadinhas (as vezes e na hora certa) que são engraçadas, mas tem gente que não se toca e o pior de tudo é que eles acham que tão agradando. dá um tempo né?! ;x

O Anonimo! disse...

Eu falei de excesso de seriedade!

Falei sobre o cara que você faz uma brincadeira qualquer já fica ressentido e achando que tudo é pessoal!

O cara ainda não aprendeu que "Nada é Pessoal"!

Richard Henry disse...

Uma brincadeira p descontrair o ambiente é sempre bem vinda.

Mas ficar que nem uns boyzinhos (no meu ensino médio eram sempre esses que zoavam qualquer aula, aquele boyzinho que o papai iria pagar uma faculdade facil p ter diploma superior, e tava tudo resolvido) zoando o as aulas eh foda.

O lado bom é q esses caras não vao incomodar por mto tempo. Numa facul de engenharia nao conseguem ir mto adiante.

Carol disse...

"O Anônimo!" não entendeu o post... Comentou de novo e continuou sem entender...

Excesso de seriedade em sala de aula, para mim, é fundamental.

Estou na minha segunda graduação e tenho sérios problemas de concentração. Já é difícil prestar atenção na explicação do professor quando estão todos em silencio, e piora quando os "crianções" não param de falar durante a aula.

Nunca são assuntos sérios... É sempre alguma piadinha ridícula sobre algo sério que o professor falou, perguntas absurdamente idiotas e cochichos sobre as últimas fofocas do final de semana (dentre outros assuntos fúteis).

Faculdade não é lugar para bagunça, mesmo porque, nenhum professor proíbe o aluno de sair da classe durante a aula. Se quer conversar, que vá para o corredor.

Também acho que faculdade não é lugar para usar uma pessoa como alvo de chacota. Devemos ter maturidade suficiente para entender que cada um é de um jeito e respeitar as diferenças.



Aproveitar a faculdade para fazer contatos e se relacionar com as pessoas é uma coisa... "Zuar, pegar mulher, beber" com certeza não te trarão CONTATOS interessantes...

E, última coisa, quem "zoa pra caramba" nunca vai bem, coleguinha... Fica a dica!